Cirurgia de Frenectomia

Frenectomia Labial / Lingual

A “língua presa” ou anquiloglossia é uma doença que precisa de tratamento corretivo, pois pode causar problemas no aleitamento materno, fala, deglutição e alterações no desenvolvimento músculo-esquelético da criança.

Frenectomia labial / lingual

  Frenectomia é o nome da cirurgia realizada para aliviar a inserção errada dos freios labiais superior, inferior e o freio lingual.

  Essa cirurgia é indicada quando o freio labial provoca um espaçamento (diastema) e/ou dificuldade de escovação dos dentes anteriores (incisivos centrais). Nesses casos, mesmo após tratamento ortodôntico, há risco de recidiva do diastema por se tratar de um tecido muito fibroso. Em relação ao freio lingual, a cirurgia é indicada quando há limitação dos movimentos da língua, o que resulta em dificuldades de amamentação do bebê, dificuldade de fala em crianças maiores (a famosa “língua presa”) e deglutição atípica.

  O procedimento cirúrgico é considerado simples e o freio é aliviado através de incisão cirúrgica após correta anestesia dos tecidos locais envolvidos. Na frenectomia labial, além de uma sutura, é colocado um cimento cirúrgico sobre a área da cirurgia, o qual costuma se soltar em poucos dias. Os pontos são removidos no consultório após 7 dias do procedimento. Já na frenectomia lingual, não se utiliza cimento cirúrgico. Em bebês recém-nascidos, não se faz sutura e o bebê é colocado para mamar logo após a incisão. Em crianças maiores, é feita a sutura e os pontos são removidos também após 7 dias.

  Todos os cuidados pós-operatórios devem ser seguidos, bem como dadas as medicações corretamente.

  O odontopediatra trabalha em parceria com profissional de fonoaudiologia visando não apenas remover o excesso de tecido fibroso, mas também ajudando o paciente a movimentar e estimular corretamente todos os músculos envolvidos.